USO DA TÉCNICA DE HOTZ-CELSUS MODIFICADA PARA CORREÇÃO DE ENTRÓPIO CONGÊNITO EM POTRO - RELATO DE CASO

Edmilson Rodrigo Daneze, Joel de Souza Montello Neto, Bianca Paludeto Dias, Brunna Louise Nunes de Sousa

Resumo


Um potro, macho, meio sangue Quarto de Milha, de 15 dias de idade, pesando 76 kg, foi admitido para avaliação oftalmológica. Ao término do exame físico concluiu-se que o animal apresentava entrópio da pálpebra inferior esquerda, fazendo com que os cílios entrassem em contato com o globo ocular, irritando-o e causando dor, epífora, blefaroespasmo e ceratite; o teste de fluoresceína foi positivo. Optou-se, então, pela correção cirúrgica através da técnica de Hotz-Celsus modificada. Durante 20 dias o animal permaneceu sob cuidados constantes, curativos e administração de medicamentos. Após esse período, o mesmo obteve alta hospitalar, apresentando-se alerta, responsivo aos estímulos visuais, sem sinais de dor, blefaroespasmo ou epífora; o teste de fluoresceína foi negativo. Nas condições em que esse estudo foi desenvolvido, concluímos que a técnica de Hotz-Celsus modificada apresentou resultado satisfatório na remissão dos sinais clínicos e na correção do entrópio de pálpebra inferior do equino meio sangue Quarto de Milha.

Palavras-chave


Equino. Epífora. Blefaroespasmo. Ceratite. Lesão de córnea.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.3738/21751463.1701