EVOLUÇÃO DA PRODUTIVIDADE DO LEITE NA MICRORREGIÃO DO GUAMÁ NO PERÍODO DE 1997-2014

José Darlon Nascimento Alves, Inayara Albuquerque Oliveira, Wendel Kaian Oliveira Moreira, Francisco Fábio Albuquerque Mota, Ricardo Shigueru Okumura

Resumo


A pecuária bovina é um dos setores mais importantes do agronegócio brasileiro, em que o Brasil é o quinto maior produtor de leite do mundo. O objetivo do estudo foi analisar o comportamento da produtividade de leite na microrregião do Guamá, estado do Pará no período de 1997-2014. Os dados utilizados foram séries temporais de vacas ordenhadas e produção de leite no Pará, especificamente na microrregião do Guamá, cobrindo o período de 1997 a 2014, disponibilizados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. O método utilizado para a análise dos dados foi o Shift-Share que pode ser empregado para decompor o crescimento da produção leiteira nos efeitos expansão do rebanho e da produtividade. No ano de 2014, a produção de leite na microrregião do Guamá foi da ordem de 19033 mil litros provenientes de 28565 vacas ordenhadas, proporcionando uma produtividade de 666 litros vacas-1 ano-1. A taxa de crescimento da produtividade (efeito-rendimento) no período avaliado foi maior no município de Cachoeira do Piriá com 2,22% ao ano, seguido por Viseu, Aurora do Pará, Irituia e Mãe do Rio, com 2,12, 0,72, 0,30 e 0,21% ao ano, respectivamente. Na microrregião do Guamá o município que apresentou as melhores taxas de crescimento foi Aurora do Pará, com valores de 10,59% de produção, 9,59% de vacas ordenhadas. Exceto para a produtividade que foi maior para o município de Cachoeira do Piriá com 2,22% ao ano.

Palavras-chave


incentivos tecnológicos, região Amazônica, pecuária leiteira.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.3738/21751463.1820