Avaliação higiênico-sanitária e microbiológica de carnes oriundas do matadouro-frígorifico da Região Tocantina do Maranhão

Larissa Pimentel de Sá, Karuane Saturnino da Silva Araújo, Vanderlene Brasil Lucena, Virlane Kelly Lima Hunaldo, Luana Ramos Silva Rodrigues, Nancylene Pinto Chaves, Diego Carvalho Viana

Resumo


A carne bovina é um produto de elevado valor proteico, sendo uma das principais fontes de nutrientes para os seres humanos, porém, apesar de suas qualidades, ela e seus derivados estão passíveis de alterações decorrentes de reações químicas, físicas ou microbiológicas. Durante a manipulação e processamento, esses produtos são facilmente contaminados por microrganismos. Se ocorrer contaminação e se o ambiente for favorável para a multiplicação dos mesmos, eles podem alterar as características organolépticas do alimento, causando assim, sua deterioração e possivelmente poderá colocar em risco a saúde do consumidor. Deste modo, objetivou-se com este trabalho avaliar a qualidade higiênico-sanitária e microbiológica das carnes oriundas do matadouro do Município de Imperatriz, Maranhão. Foram analisadas amostras de carnes bovinas para detecção de coliformes totais e termotolerantes, Escherichia coli e Salmonella, além de amostras de swabs em superfícies, como mãos, facas e bebedouro para contagem de colônias, análises de pH e aplicação da lista de verificação das condições físico-estruturais e higiênico-sanitárias. Houve contaminação em todas as amostras coletadas, além do matadouro se enquadrar no grupo três em relação as condições das instalações e na contagem de unidade formadora de colônias obteve-se resultados que variaram de 0,02 x 102 a 3,0 x 102 UFC/mg. Portanto, no estabelecimento, houve falhas nas Boas Práticas de Fabricação, que induziram a exposição do produto a contaminação microbiológica e comprometimento da qualidade do alimento.

Palavras-chave


Proteína animal; Inspeção; Abate

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/21751463.3899