A ALIENAÇÃO PARENTAL: UMA VISÃO JURÍDICA E PSICOLÓGICA

Carolina Furlan Pimentel, Carla Adriana Mendonça Prado, Sofia Muniz Alves Gracioli

Resumo


O presente trabalho trata-se de uma Revisão Bibliográfica, objetivando conceituar a Alienação Parental, através dos aspectos jurídicos e psicológicos, bem como abordar a importância da atuação da Psicologia em relação às consequências na qual a prática poderá causar aos envolvidos. Foi feita uma abordagem sobre a importância da interdisciplinaridade através da Psicologia e do Direito, pois, com o respaldo dos psicólogos, através de laudos e perícias, os operadores do direito tomarão suas decisões judiciais de forma precisa e ainda mais justa. Sendo assim, conclui-se que a alienação parental é uma prática recente e os envolvidos não tem dimensão das sequelas psicológicas que poderão desencadear a si mesmos e aos seus filhos, assim, o poder judiciário, juntamente com a psicologia, buscam amenizar ou inibir as consequências causadas e restabelecer o convívio familiar.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.