AÇÃO DO HERBICIDA AMICARBAZONE NO CONTROLE DE PLANTAS DANINHAS EM CANA-DE-AÇÚCAR COM E SEM PALHADA E REFLEXOS NA PRODUTIVIDADE

Ricardo Rosa Gregorin Filho, Marcelo Falaci Falaci Prudencio, Roberto Andreani Andreani Júnior, Guilherme Sasso Sasso Ferreira

Resumo


Este trabalho teve como objetivo avaliar a ação e efeito do herbicida Amicarbazone na produção de cana-de-açúcar, bem como a ação no controle de plantas daninhas em áreas com e sem a presença de palhada. Para isso, foram utilizadas diferentes doses do herbicida amicarbazone, sendo elas sua sub-dose, dose comercial e super dose, ou seja, 0,75kg /ha; 1,5kg / ha e 3,0kg/ha, respectivamente, com três repetições cada tratamento. Foram avaliados os teores de Pol., ATR, altura e número de plantas/metro e estimativa de produção, onde observou-se que não houve diferenças estatísticas em nenhum dos parâmetros testados, tanto na área com palha, quanto na área sem palha. O teor de ºBrix foi estatisticamente menor no tratamento com a super dose e com a sub-dose, mas esta não se diferenciou da testemunha e da dose comercial. Das 17 espécies de plantas daninhas encontradas nas testemunhas apenas a espécie Cynodon dactylon (L.) Pers., persistiu nos tratamentos com a sub- dose e com a dose comercial na área com presença de palha, o que demonstra um amplo espectro de controle do herbicida sobre as plantas infestantes, até mesmo quando aplicado em sub-dose.

Palavras-chave


Cultura Semi-Perene; Cana-de-açúcar; Herbicida

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/1982.2278.1071