DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO NA CULTURA DA RÚCULA NO SUL DE RONDÔNIA

Ederlon Flávio da Veiga Moline, Eliza Barboza, Saulo Cardoso Strazeio, Ariel Dotto Blind, Elaine Aparecida de Paula Farias

Resumo


O objetivo desta pesquisa foi avaliar as respostas de cultura de rúcula a diferentes lâminas de irrigação no município de Vilhena – RO. Foram delineados blocos casualizados com cinco tratamentos e quatro repetições: Tratamento 0 – Testemunha (sem irrigação), Tratamento 1 – 50%, Tratamento 2 – 70%, Tratamento 3 – 100%, Tratamento 4 – 120% da demanda evapotranspirométrica, totalizando 20 parcelas com área total de 70 m² de experimento. As lâminas de irrigação foram aplicadas por gotejamento tipo autocompensante e a cultivar utilizada foi a “Cultivada”. Após 40 dias de cultivo foi avaliada a altura das plantas, número de folhas e matéria verde da rúcula. A demanda evapotranspirométrica média do período foi 3,8 mm.dia-1. A altura de plantas, número de folhas e matéria verde apresentaram as maiores médias no tratamento de 100% de lâmina de irrigação, sendo o resultado de maior eficiência do aproveitamento de água, e para os demais resultados verificou-se um aumento na matéria verde à medida que aumentou as lâminas de irrigação, com decréscimo na lâmina maior.

Palavras-chave


Demanda evapotranspirométrica. Eruca sativa. Irrigação. Olericultura.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/1982.2278.1082