AVALIAÇÃO FISIOLÓGICA DE SEMENTES DE ARROZ SUBMETIDAS A DOSES DE BIOESTIMULANTE

Lennis Afraire Rodrigues, Mariana Silveira Batista, Rita Cássia Félix Alvarez, Sebastião Ferreira Lima, Charline Zaratin Alves

Resumo


Os bioestimulantes são compostos por fitormônios e têm efeito sobre o metabolismo de diferentes plantas, sendo aplicados, usualmente, sobre as sementes em culturas no momento da semeadura. Dessa forma, é fundamental conhecer os efeitos desse produto na qualidade fisiológica de sementes. Assim, este trabalho objetivou avaliar o efeito de doses de bioestimulante nas características fisiológicas de sementes de arroz. Os tratamentos constituíram-se de doses crescentes do produto comercial Stimulate® (0, 250, 500, 750 e 1000 ml para 100 kg de sementes) adicionadas diretamente às sementes de arroz, cultivar Primavera. Para a avaliação da germinação e vigor, as sementes tratadas foram submetidas aos seguintes testes: primeira contagem de germinação (PCG), germinação (G), emergência (E), índice de velocidade de emergência (IVE), comprimento do sistema radicular (CSR) e parte aérea (CPA), massa de matéria seca da raiz (MSR) e parte aérea (MPA). O comprimento de parte aérea sofreu a influência positiva das doses crescentes de Stimulate®. A germinação, o comprimento de raiz, a massa de matéria seca da raiz e parte aérea, o índice de velocidade de emergência e a percentagem de emergência não foram afetados pelas doses de Stimulate.

Palavras-chave


Oryza sativa; Stimulate; Fitormônios; Germinação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/1982.2278.1376