Distribuição espacial da precipitação na bacia hidrográfica do rio Xingu

Autores

  • Cleber Assis dos Santos Universidade Federal de Viçosa http://orcid.org/0000-0003-3240-7238
  • Aline Maria Meiguins de Lima Universidade Federal do Pará
  • Vania dos Santos Franco Universidade Federal do Pará
  • Ivinny Barros de Araujo Universidade Federal do Pará
  • José Felipe Gazel Menezes Universidade Federal do Pará
  • Naiana Milena Oliveira Gomes Universidade Federal do Pará

Palavras-chave:

Região Amazônica, Hidrologia, Potencial hídrico

Resumo

A necessidade de entender a variabilidade da distribuição espacial da precipitação pluviométrica é de extrema importância para o desenvolvimento e planejamento na gestão dos recursos hídricos. Essa caracterização tem grande aplicação como indicador para a previsão do grau de vulnerabilidade da bacia em relação a fenômenos como enchentes, inundações e outros. O objetivo deste trabalho é estudar a distribuição espacial da precipitação pluviométrica na bacia hidrográfica do rio Xingu. De acordo com a série histórica (1985 até 2013), observou-se que a precipitação anual média é de 1.963,5 mm. O baixo curso concentra os máximos de precipitação superiores a 2.200 mm, caracterizando nesta região o maior potencial hídrico da bacia.

Biografia do Autor

  • Cleber Assis dos Santos, Universidade Federal de Viçosa
    Mestrando em Meteorologia Aplicada (UFV)

Downloads

Publicado

31.10.2016

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1-10 de 226

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.