ADUBAÇÃO FOSFATADA NA PRODUÇÃO DE MUDAS DE Cassia ferruginea E Cassia grandis

Raphaell Henrike Martins de Andrade, Eliane Cristina Sampaio de Freitas, Haroldo Nogueira de Paiva, Reginaldo Antônio de Medeiros

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da adubação fosfatada e determinar a dose ótima de fósforo (P) para o crescimento de mudas de Cassia ferruginea e Cassia grandis. Os tratamentos consistiram em seis doses de P (0, 150, 300, 450, 600 e 750 mg dm-3), dispostos em delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições e 25 mudas por parcela. Como recipientes foram utilizados tubetes de 55 cm³ de capacidade, preenchidos com substrato comercial à base de casca de pinus, turfa e vermiculita. Após 120 e 230 dias da semeadura de Cassia grandis e Cassia ferruginea, respectivamente, foram avaliadas as características: altura da parte aérea (H), diâmetro do coleto (DC), massa de matéria seca da parte aérea (MSPA), da raiz (MSR) e total (MST), e calculadas as relações: H/DC, H/MSPA, MSPA/MSR e o Índice de Qualidade de Dickson (IQD). A adubação fosfatada não proporcionou resposta significativa (p < 0,05) no crescimento das mudas de Cassia ferruginea. Ao passo que o crescimento e a qualidade das mudas de Cassia grandis foram influenciados positivamente (p < 0,05) pelas doses de fósforo aplicadas. Conclui-se que a dose ótima de P para a produção de mudas de Cassia grandis é de 500 mg dm-3.

Palavras-chave


Fósforo; Nutrição de plantas, Espécies Florestais Nativas

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/1982.2278.1792