A DOÇURA DA CANA-DE-AÇÚCAR E A VIDA AMARGA DOS TRABALHADORES RURAIS NO MUNICÍPIO DE JABORANDI/SP

Aparecida Roberta Costa, Vera Mariza Chaud de Paula, Vinícius Antônio Maciel Júnior

Resumo


O objetivo desse estudo foi verificar as condições de trabalho e perspectiva de vida dos cortadores de cana-de-açúcar, buscando entender os motivos que os trazem migrantes temporários a virem a trabalhar no interior do Estado de São Paulo. O método utilizado foi a pesquisa quantitativa, aplicada a 49 cortadores de cana na Fazenda Cruzeiro. No dia 18 de outubro de 2008, por meio de um questionário pré-estruturado, onde os resultados mostraram que embora o trabalho seja precário e as condições de vida sejam também precárias, ainda há um sentimento de gratidão por parte dos trabalhadores por terem esse emprego. Verificou-se ainda, que o setor agronômico é de suma importância para o desenvolvimento e a realização dos sonhos dos trabalhadores Mostrando a realidade enfrentada por esses trabalhadores, pois pode trazer maiores conhecimentos acerca das formas de trabalho empregadas por grandes empresas que vem atuando no setor sucroalcooleiro e empregando formas de trabalho não condizentes com aquelas referentes ao assalariamento e a venda livre da força de trabalho.

Palavras-chave


Setor sucroalcooleiro. Saccharum spp. Trabalho precário. Trabalhador rural.Sugarcane sector. Saccharum spp. Precarious work

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.3738/nucleus.v7i1.358