COMPONENTES DE PRODUÇÃO E ATRIBUTO FISIOLÓGICO DE SEMENTES DE MILHO PIPOCA SOB EFEITO DE BIOESTIMULANTE

Flávio Corrêa de Carvalho, Daniel Mocelin Silveira, Tereza Cristina de Carvalho

Resumo


O tratamento de sementes (TS) é uma técnica muito utilizada por produtores com o intuito de proporcionar condições favoráveis ao desenvolvimento inicial das plântulas. Nesse contexto, objetivou-se avaliar o efeito do uso de bioestimulante a base de hormônios vegetais sintéticos no tratamento de sementes de milho pipoca, e suas consequências na produtividade e no atributo fisiológico das sementes resultantes da colheita. Para realização do experimento utilizou-se sementes de milho pipoca, as quais foram submetidas ao tratamento com o bioestimulante (Stimulate®) nas doses: 0; 6,25; 12,5; 18,75 e 25 mL de produto por quilograma de sementes, com quatro repetições. Para os componentes de produção avaliou-seo número de sementes e de fileiras por espiga, massa de sementes por espiga e de mil sementes, número de espigas por planta, comprimento e diâmetro de espigas, e produtividade. Em relação aos atributos fisiológicos das sementes produzidas, avaliou-se a germinação, massa fresca, comprimento da parte aérea, raiz e total de plântulas. Verificou-se que tanto a semente colhida como o desenvolvimento da planta foram influenciadas pelo TS combioestimulante. Dosagensde até 25 mL kg-1, contribuíram na produtividade da cultura, sendo o ponto máximo de comprimento do sistema radicular de plântulas obtido com TS de 19,27 mL kg-1. Conclui-se que a utilização de bioestimulanteno TS nadosagem entre 19,27 a 25 mL kg-1 beneficia o atributo fisiológico de sementes e a produtividade da cultura do milho pipoca.

Palavras-chave


Zea mays everta. Tratamento de sementes. Germinação. Produtividade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/1982.2278.3917