ENRAIZAMENTO DE ESTACAS DE MARACUJAZEIRO CULTIVADAS EM DIFERENTES SUBSTRATOS E TRATADAS COM EXTRATOS DE TIRIRICA

Eldelon de Oliveira Pereira, José Carlos Lopes, Tiago de Souza Marçal, Mateus Fonseca de Souza, Ruimário Inácio Coelho

Resumo


Este trabalho objetivou avaliar o efeito de extratos hidroalcóolicos de tiririca (Cyperus rotundus L.) na rizogênese de estacas de maracujazeiro amarelo (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa) cultivadas em dois substratos, S1: HS Florestal® e S2: vermiculita expandida. O estudo foi realizado em estufa com 50% de sombreamento e nebulização intermitente no Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Espírito Santo, Alegre-ES. Os extratos de tubérculos e de bulbos basais de C. rotundus foram preparados nas concentrações de 50, 75 e 100% e testemunha (água deionizada). Os parâmetros avaliados foram: porcentagem de enraizamento (PE); número de raízes (NR); comprimento da maior raiz (CR), massa fresca (MF) e seca das raízes (MS). Não foi observado efeito significativo da interação substrato x extrato para nenhuma variável. A porcentagem de enraizamento não diferiu significativamente entre os substratos, sendo que as médias foram de 94,05 e 89,28% para S1 e S2, respectivamente. Contudo, para MF, MS e CR o S1 apresentou médias superiores e que diferiram significativamente de S2, favorecendo o desenvolvimento radicular das estacas. As concentrações do extrato hidroalcóolico de bulbo basal e de tubérculo de C. rotundus testadas não influenciam o enraizamento de estacas de maracujazeiro amarelo.

Palavras-chave


Fruticultura; enraizamento.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/nucleus.v9i2.722