DESFOLHA ARTIFICIAL SIMULANDO DANOS DE PRAGAS NA CULTURA DO MILHETO

Paulo Rogerio Beltramin da Fonseca, Marcos Gino Fernandes, Samir Oliveira Kassab, Thiago Alexandre Mota, Leandro Ramão Paim, João Alfredo Neto da Silva

Resumo


O objetivo desta pesquisa foi avaliar os componentes de produção de plantas do milheto submetidos a níveis crescentes de desfolha de 0; 25; 50; 75 e 100%, realizadas nos estádios fenológicos (ED1, ED4 e ED7). O experimento foi composto por 15 tratamentos, dispostos em blocos ao acaso, com quatro repetições. As variáveis avaliadas foram diâmetro do colmo, massa seca da parte aérea e produtividade de grãos de milheto. A maior redução do diâmetro do colmo ocorre com 100% de desfolha em ED4. Desfolhas acima de 25% afetam a produtividade de grãos, no estádio ED1, na cultura a campo. No estádio ED1, desfolha de 50%, reduz a massa seca da parte aérea e nas desfolhas de 75 e 100% não afeta à produtividade das plantas.

Palavras-chave


Área foliar; Nível de dano; Pennisetum glaucum; Produtividade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.3738/1982.2278.954