QUALIDADE DE LIMÃO “TAHITI” COMERCIALIZADO EM ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS NA CIDADE DE RIBEIRÃO PRETO – SP

Autores

  • Irving Erick Ramos Furtado Faculdade Doutor Francisco Maeda - FE
  • Maria Amalia Brunini Faculdade Dr. Francisco Maeda, mantida da Fundação Educação de Ituverava/FE
  • Pâmela dos Reis Caetano Faculdade Doutor Francisco Maeda - FE
  • Marcio Pereira Faculdade Doutor Francisco Maeda - FE
  • Sergio Henrique Santana Cabral Faculdade Doutor Francisco Maeda - FE

Palavras-chave:

Citrus latifólia “Tanaka”. Índice de Maturação. Massa fresca por fruto

Resumo

O limão “Tahiti” para ser comercializado tem que ser colhido no ponto ideal de maturação, pois é considerado um fruto não climatério, o que torna importante a determinação de alguns parâmetros de qualidade para se assegurar colheita com boa qualidade para comercialização. O presente trabalho teve como objetivo determinar algumas características físicas e físico-químicas e químicas em limão “Tahiti” comercializado em 3 hipermercados e 7 supermercados em Ribeirão Preto-SP. Pelos resultados obtidos, na época em que este estudo foi realizado, pode-se verificar que, estão dentro dos padrões estipulados pelas normas do CEAGESP, com relação aos teores de sólidos solúveis, mas abaixo em relação à porcentagem de suco, e que a massa fresca por fruto variou significativamente em função do estabelecimento. Ainda, pode se concluir que, ocorreu variação da qualidade em função do estabelecimento comercial, principalmente com relação ao tamanho.

Biografia do Autor

  • Irving Erick Ramos Furtado, Faculdade Doutor Francisco Maeda - FE

    Aluno do curso de Ciências Biológicas da Faculdade de Filosofia Ciências e Letras, Fundação Educacional de Ituverava-FE. Rod Jerônimo Nunes Macedo, Km.01, Ituverava/SP. CEP =14.500-000.

  • Maria Amalia Brunini, Faculdade Dr. Francisco Maeda, mantida da Fundação Educação de Ituverava/FE
    Professora Doutora e Livre – docente Aposentada da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias/UNESP, Campus de Jaboticabal, e Professora Doutora da Fundação Educacional de Ituverava-FE. Rodovia Jerônimo Nunes Macedo Km 01, Ituverava/SP. CEP=14500-000.
  • Pâmela dos Reis Caetano, Faculdade Doutor Francisco Maeda - FE
    Bacharel do Curso de Direito da Faculdade Doutor Francisco Maeda. Fundação Educacional de Ituverava-FE. Rod Jerônimo Nunes Macedo, Km.01, Ituverava/SP. CEP =14.500-000.
  • Marcio Pereira, Faculdade Doutor Francisco Maeda - FE

    Professor Doutor da Fundação Educacional de Ituverava-FE. Rod Jerônimo Nunes Macedo, Km.01, Ituverava/SP. CEP =14.500-000

  • Sergio Henrique Santana Cabral, Faculdade Doutor Francisco Maeda - FE
    Acadêmico do curso de Engenharia Agronômica da Faculdade Doutor Francisco Maeda. Fundação Educacional de Ituverava-FE. Rod Jerônimo Nunes Macedo, Km.01, Ituverava/SP. CEP =14.500-000.

Referências

AOAC. ASSOCIATION OF OFFICIAL ANALYTICAL CHEMISTS. Official methods of analysis of the association of official analytical chemists. 18 ed. Washington, DC, 2005. 1015 p.

BLUM, J.; AYUB, R. A. Controle do amadurecimento do kiwi cv. Monty com 1-metilciclopropeno. Rev. Bras. Frutic, Jaboticabal, v. 31, n. 1, p. 39-43, 2009.

BRUNINI, A. M.; PEREIRA, M.; MELO, J. C.; BARROS, M. A. de L.; Qualidade do limão “Tahiti” comercializado na CEAGESP- Entreposto de Ribeirão Preto/SP.In: BRUNINI, M. A; OLIVEIRA, P. de T. (Orgs.). Agronegócio Perspectiva Multidisciplinar. Marilia: São Paulo, 2014, p 103-113.

CEAGESP-COMPANHIA DE ENTREPOSTOS E ARMAZENS GERAIS DE SÃO PAULO. Normas de Classificação de Citros de Mesa/CEAGESP. Programa Brasileiro para a Modernização de Horticultura. São Paulo: CEAGESP, 2011. 12.p (online).

CHITARRA, M. I. F.; CHITARRA, A. B. Pós-colheita de frutas e hortaliças: fisiologia e manuseio. 2. Ed. Rev. Ampl. Lavras: UFLA, 2005. 785p.

GOES, T. de S.; CARMO, J. S. do; BRAGA, T. R et al. Características físico e físico-química de frutos do limão “Tahiti”(Citrus lotefolia I) cultivados em Guarauaba do Norte – CE. Cultivado o saber, Cascavel, v.5, n.3, p.14-21, 2012.

IAL - INSTITUTO ADOLFO LUTZ. Métodos físico-químicos de alimento. São Paulo. Odair Zenebon, Neus Sadocco Pascuet e Paulo Tigela (Coord.). São Paulo: Instituto Adolfo Lutz, 2008. 1020p. (Versão eletrônica)

JOMORI, M. L. L; KLUGE, R. A.; JACOMINO, A. P.; JACOMINO, A. P.; TAVARES, S. Conservação refrigerada de lima acida “Tahiti”: uso de 1- metilciclopropeno ácido giberélico e cera. Rev. Bras. Frutic., Jaboticabal-SP, v.25, n.3, p.406-409, dezembro 2003.

LUCHETTI, M. A.; MATTOS JUNIOR., D.; NEGRI, J. D.; FIGUEIREDO, J. O. Aspectos gerais e distribuição de cultivo. In: MATTOS JUNIOR, D.; DE NEGRI, J. D.; FIGUEIREDO, J. O. (Eds.). Lima ácida “Tahiti”, 2003. Campinas: Instituto Agronômico, 2003. p. 1-12.

MIRANDA, M. N.; CAMPELO JUNIOR; J. H. Desenvolvimento e qualidade de lima ácida Tahiti em Colorado do Oeste, RO. Rev. Ceres, Viçosa, v. 57, n. 6, p.787-794, nov./dez. 2010.

PASSOS, O. S.; CUNHA, SOBRINHO, A. P. C.; SOARES, FILHO, W. S. S. Lima ácida “Tahiti”: uma alternativa para a citricultura do Nordeste Brasileiro. Cruz dos Almas: EMBRAPA Mandioca e Fruticultura, 2002. 20p. (Documento 101).

SILVA, F. A. S. Assistat versão 7.6 beta. Disponível em: <http://www.assistat.com>. Acesso em: 26 set. 2014.

Downloads

Publicado

2018-11-19

Edição

Seção

VII Congresso de Iniciação Científica da FE

Artigos Semelhantes

1-10 de 515

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>