RESISTÊNCIA DE GENÓTIPOS DE AMENDOINZEIRO ARACHIS HYPOGAEA, DE HÁBITO DE CRESCIMENTO ERETO, AO TRIPES DO PRATEAMENTO E. FLAVENS E POTENCIAL PRODUTIVO

Autores

  • Joaquim Júlio Almeida Júnior FIMES - Faculdades Integradas de Mineiros
  • Alexandre Caetano Perozini IFMT Campus São Vicente.
  • Paula Cilélia Thomas Universidade de Rio Verde – FESURV

DOI:

https://doi.org/10.3738/1982.2278.930

Palavras-chave:

Resistência de Plantas, Produção, IAC, Controle, Amostragem.

Resumo

RESUMO - O amendoim Arachis hypogaea L. é uma das principais oleaginosas cultivadas no Brasil, porem o tripés do prateamento Enneothrips flavens é considerado uma praga limitante na produção e o uso de cultivares resistente evita ou reduz a aplicação de inseticida proporcionando uma maior segurança e lucratividade à atividade. O trabalho foi realizado com os objetivos de avaliar a resistência aos tripés, com o uso de genótipos de amendoinzeiro de habito de crescimento ereto e o potencial produtivo de genótipos de amendoim. O experimento foi instalado na Fazenda de Ensino e Pesquisa da Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira – UNESP, com semeadura realizada em 12/11/2010 com os genótipos: IAC-Tatu-ST, IAC 81-12, IAC 88-1, IAC 88-2, IAC 22 e IAC 24, hábito de crescimento ereto e sem inseticida. As amostragens foram iniciadas em 29/11/2010 e as dez subseqüentes realizadas com periodicidade semanal, foram realizadas contagens de adultos e ninfas de tripés; avaliações de sintomas de danos, de área foliar, de altura de plantas e da produção. O delineamento adotado no experimento foi o inteiramente casualizado, com quatro repetições. Cada unidade experimental constituiu-se de 4 linhas de 5 metros de comprimento. A maior população de E. flavens ocorre dos 30 aos 72 dias após a emergência das plantas. Os genótipos IAC 88-1 e IAC-Tatu-ST são menos infestados por E. flavens e IAC 88-2 apresenta menor sintomas de danos causados por esta praga. Os genótipos IAC 81-12 e IAC 88-2 apresentam as maiores produções e rendimentos mesmo com altas infestações de E. flavens.

Biografia do Autor

  • Joaquim Júlio Almeida Júnior, FIMES - Faculdades Integradas de Mineiros
    Engenheiro-Agrônomo, Doutorando em Maquinas e Mecanização Agrícola. Professor Assistente do Curso de Engenharia Agronômica, Centro Universitário de Mineiros, Rua 22, s/n 75839-000, Setor Aeroporto, Mineiros, Goiás, Brasil, joaquimjulio@gmail.com
  • Alexandre Caetano Perozini, IFMT Campus São Vicente.
    IFMT Campus São Vicente. Alexandre.perozini@svc.ifmt.edu.br BR 364 Km 329. São Vicente da Serra. Santo Antônio do Leverger-MT. CEP: 78.106-970. Fone: (65) 3341-2100.
  • Paula Cilélia Thomas, Universidade de Rio Verde – FESURV
    Graduada do Curso de Licenciatura Plena Habilitação em Biologia, Mestranda em Produção Vegetal, Universidade de Rio Verde – FESURV, Fazenda Fonte do Saber, s/n 75909-000, Setor Universitário, Rio Verde, Goiás, Brasil, paulacileia@hotmail.com

Downloads

Publicado

30.10.2013

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1-10 de 1184

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)