ESTUDO COMPARATIVO DO CUSTO OPERACIONAL HORÁRIO DA MECANIZAÇÃO AGRÍCOLA UTILIZANDO DUAS METODOLOGIAS PARA O ESTADO DE SÃO PAULO

Autores

  • Samir Paulo Jasper
  • Silva Roberto Arbex Paulo

DOI:

https://doi.org/10.3738/1982.2278.849

Palavras-chave:

máquinas agrícolas, análise econômica, plantio direto.

Resumo

O presente trabalho trata do estudo comparativo de duas metodologias (MIALHE, 1974 e ASAE, 2002) utilizadas para o cálculo do custo horário da mecanização agrícola. Para tanto, considerou-se todas as etapas envolvidas desde a semeadura até colheita, em sistema de plantio direto. A metodologia da ASAE (2002), apresentou um custo horário mais elevado em relação a proposta de MIALHE (1974), sendo que as metodologias apresentaram custos semelhantes referentes às despesas com depreciação, alojamento e seguro. As diferenças foram que na proposta da ASAE (2002), as maiores despesas incidiram ao pagamento de juros, combustível, lubrificação e mão-obra, enquanto na metodologia de MIALHE (1974), apenas a despesa referente a manutenção foi superior.

Downloads

Publicado

30.10.2013

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1-10 de 432

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)