DESEMPENHO AGRONÔMICO DE CULTIVARES DE MILHO NA REGIÃO NORTE/OESTE DO ESTADO DE SÃO PAULO - SAFRAS 2015/16 E 2016/17

Rogério Soares Freitas, Aildson Pereira Duarte, Eduardo Sawazaki, Paulo César da Luz Leão, Fernando Bergantini Miguel, José Carlos Cavichioli, Marcelo Ticelli, Gerson Cazentini-Filho, Domingos Fornasieri Filho, Fábio Luiz Checchio Mingotte, Fernando Augusto Pessinatti, Wander Luis Barbosa Borges, Leandro Galindo Vitor, Flávio Sueo Tokuda, Antônio Luis de Oliveira, Paloma Pereira Almeida

Resumo


Foram avaliados 30 cultivares de milho nas safras de 2015/16 e 2016/17, em 10 ambientes. Empregou-se o delineamento de blocos ao acaso com quatro repetições. As parcelas foram constituídas de quatro linhas de 5,0 m de comprimento utilizando-se as duas centrais para as avaliações. O espaçamento entre linhas foi de 0,8 m e a população inicial de plantas de 62500 plantas por hectare. A produtividade de grãos de milho foi elevada com cultivares superando 11 t ha-1 de grãos em alguns ambientes. Os híbridos que atingiram maiores produtividades, considerando a análise conjunta dos 10 ambientes, foram 2B810 PW, AG 8088 PRO2, JM 2M60, MG 652 PW com produtividade superior a 9000 kg ha-1. Contudo, a produtividade de grãos não deve ser considerada isoladamente para definir a escolha da cultivar que melhor se adequa ao sistema de produção.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.3738/1982.2278.2828