AVALIAÇÃO DA FREQUENCIA CARDÍACA E RESPIRATÓRIA DE CAVALOS INSERIDOS EM PROGRAMAS DE EQUOTERAPIA

Cely Marini Melo e Oña, Quézia Camargo da Cruz, Maira Santos da Cruz, Juliana Dalva Rodrigues Caobianco, Felipe Gomes da Silva, Luis Carlos Oña Magalhães

Resumo


A equoterapia é um método terapêutico e educacional, que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem multidisciplinar e interdisciplinar, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiências e/ou necessidades especiais. O entendimento da fisiologia do exercício e detecção do estresse são importantes para que situações anormais sejam facilmente identificadas. O presente estudo teve por objetivo avaliar a frequência cardíaca e respiratória de cavalos de equoterapia, visando avaliar a resposta ao esforço e estresse. Foram utilizados 4 animais, da raça Quarto de Milha, com idade entre 8 a 12 anos. A frequência cardíaca e a respiratória foram aferidas em 5 momentos, sendo o T0 (repouso) antes de iniciar as atividades e os períodos entre T1 e T4 após cada sessão de equoterapia. As sessões de equoterapia tiveram a duração de 30 minutos. A frequência cardíaca foi aferida pelo pulso da artéria mandibular por minuto e a frequência respiratória pela contagem de movimentos intercostais por minuto. Houve um aumento de 25% na frequência cardíaca em relação ao T0, não havendo variações nos demais momentos. Comportamento semelhante foi observado para a frequência respiratória. Com base nos resultados obtidos no presente estudo é possível concluir que a atividade de equoterapia altera os parâmetros fisiológicos dos equinos, como a frequência cardíaca e a respiratória. Em adição, a atividade de equoterapia quando realizada nas condições do presente estudo (ao passo e com cavalos bem manejados), não ocasiona o estresse nos indivíduos, proporcionando uma melhor qualidade nas sessões de equoterapia.

Palavras-chave


Terapia com cavalos. Estresse. Parâmetros fisiológicos

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/21751463.3649