INFLUÊNCIAS NA QUALIDADE DA FORRAGEM DURANTE O ARMAZENAMENTO

Janieire Dorlamis Cordeiro Bezerra, Natália Viana da Silva, José Ribamar Silva do Nascimento Júnior, Francisco Martins de Castro, Ana Paula Costa de Carvalho, Sánara Adrielle França, Steyce Neves Barbosa

Resumo


Na maior parte do mundo a criação pecuária é dependente da sazonalidade da produção de forragens. Desse modo, torna-se necessário garantir a disponibilidade do recurso forrageiro e a alternativa pode ser alcançada por meio da conservação. Para garantir uma conservação eficiente as etapas do processo de conservação, desde o corte até o armazenamento, devem ser bem elucidadas. A respiração da planta após o corte, o tipo e tamanho dos equipamentos, as instalações para o armazenamento e o clima durante o processo influenciam na qualidade desse alimento. Na comparação dos dois processos, o feno é o mais demorado, pois o material necessita ser desidratado até atingir uma umidade por volta de 20% e no processo de ensilagem o material é colhido com um teor de umidade entre 50 a 65%, Objetiva-se com essa revisão discutir os fatores que influenciam a perda da qualidade da forragem durante a conservação na forma de feno e silagem, abordando as perdas causadas pela respiração das plantas, danos causados pela chuva, perdas ocasionadas pelos implementos agrícolas e perdas durante o armazenamento

Palavras-chave


Conservação, Silagem, Feno, Perdas de MS

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.3738/21751463.3829