DUPLA OVULAÇÃO SEM PROTOCOLO DE SUPEROVULAÇÃO, SEGUIDO DE TRANSFERÊNCIA DE EMBRIÃO EM ÉGUA MANGALARGA MARCHADOR – RELATO DE CASO

Fagner Prates de Souza, Luana Roveri Balestrin, Bruna Marcele Martins Oliveira, Iram Teixeira Lenzi

Resumo


Éguas são consideradas poliéstricas estacionais de dias longos, ciclando apenas em determinado período do ano (primavera-verão), são também classificadas como monovulatórias, condição que permite apenas uma ovulação por ciclo, consequência das particularidades anatômicas dos ovários na espécie. Nestas condições são utilizadas biotecnologias para obter maior número de produtos por estação, sendo as mais utilizadas a Inseminação Artificial (IA) e Transferência de Embriões (TE). Há também a tentativa de utilizar protocolos hormonais para promover a múltipla ovulação, assim como nas vacas, porém ainda não é muito utilizada por não ter resultados satisfatórios. É possível que algumas éguas tenham a múltipla ovulação de forma fisiológica, podendo assim obter dois ou mais conceptos. No presente trabalho, uma égua apresentou, de forma fisiológica, dupla ovulação, originando assim dois embriões, que foram inovulados em duas receptoras distintas e a prenhez foi confirmada.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVARENGA, M. A. Problems and solutions in equine embryo transfer programs in Brazil. Spermova.1: 3-6. 2011.

ALVARENGA, M. A; CARMO, M. T.; ALVARENGA, F. C. L. Superovulation in mares: Limitations and perspectives. Pferdeheilkunde 24 (2008) 1 (Januar/Februar) 88-91.

ARRUDA, R. P et al. Existem relações entre tamanho e morfoecogenicidade do corpo lúteo detectados pelo ultrassom e os teores de progesterona plasmática em receptoras de embriões equinos. Braz. J. vet. Res. anim. Sci. São Paulo, v. 38, n. 5, p. 233-239, 2001.

CARMO, M. T. Comparação entre doses constantes e decrescentes de extrato de pituitária equina na indução de superovulação em éguas. Dissertação (mestrado) – Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, 2003.

GINTHER, O.J. Reproductive biology of the mare: basic and apllied aspects (Ed2), Cross Plains, WI: Equiservices Publishing. 1992.McKINNON A.O.; SQUIRES E.L. Embryo transfer and related technologies. In: RUDOLPH, P.; GOWER, J. (Ed.). Current therapy in equine reproduction. Missouri: Saundersd Elseviers, 2007. p. 319-334

MCKINNON, A.O, VOSS, J.L. Equine Reproduction. Philadelphia, Lea & Febiger. 1993.

STOUT, T. A. E. Equine embryo transfer: review of developing potential. Equine vet. J. Ed. 38. 467-47. 2006.


Apontamentos