APLICAÇÕES CLÍNICAS E ÉTICAS DA EUTANÁSIA EM PEQUENOS ANIMAIS

Elzylene Léga, Janaína Jorge Agostinho

Resumo


O presente trabalho traz a conscientização sobre a eutanásia, seus métodos de aplicação e agentes
utilizados, em quais casos deve ser realizada e que agentes são proibidos, além de ressaltar a dedicação e os cuidados
na hora de praticar a ação, já que a palavra eutanásia, em grego, significa Boa Morte. Além disso, enfatiza a clara
posição ética e a responsabilidade do médico veterinário ao recomendar a eutanásia, esclarecendo quando, porque
e como ela deve ser realizada, não causando estresse e sofrimento ao animal, e seu posicionamento moral junto
ao proprietário. Ressalta-se ainda, que o médico veterinário não deve delegar a responsabilidade da realização da
eutanásia a uma pessoa não capacitada, o que poderá gerar erro ou não atender aos requisitos básicos para a sua
realização. Foram entrevistados quarenta e um profissionais médicos veterinários escolhidos aleatoriamente e
distribuídos por sete cidades da região, sendo submetidos a um questionário com perguntas relacionadas ao tempo
em que trabalha com pequenos animais, quais os procedimentos para se realizar a eutanásia, quais suas indicações
e a sua incidência. Concluiu-se que este índice não é alto, sendo submetido à eutanásia animais em situações
extremamente incompatíveis com a vida.

Palavras-chave


Eutanásia. Cão. Gato.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.3738/na.v1i1.252