ENTRÓPIO BILATERAL EM CÃO DA RAÇA SHAR PEI: RELATO DE CASO

Hamilton de Paula Sandoval Filho, Cleber Jacob Silva de Paula, Aline Gomes de Campos, Ricardo Lima Salomão, Thaís Pimentel Viscondi

Resumo


O entrópio é um distúrbio anatômico palpebral causado pela inversão da pálpebra, podendo acometer tanto a margem palpebral superior quanto à margem inferior, sendo uni ou bilateral, e variados graus de classificações. A raça Shar Pei é predisposta para este distúrbio pela grande quantidade de dobras presente em sua face. O presente trabalho visa relatar o caso de um cão da raça Shar Pei que apresentou entrópio bilateral. A técnica cirúrgica de eleição foi a Hotz Celsus, com uma adaptação que consistiu no aumento da incisão realizada ao redor da margem palpebral em 360º, realizando a secção da pele e músculo orbicular do olho, e suturada no padrão simples separado. Conclui-se que a correção cirúrgica é uma boa opção, não descartando o risco de recidivas. O método mais seguro para evitar o entrópio é a não utilização de cães predispostos para reprodução, evitando a sua disseminação.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.