PERSISTÊNCIA DO ARCO AÓRTICO DIREITO E MEGAESÔFAGO EM CÃO DA RAÇA PIT BULL: RELATO DE CASO

Bruna Mayra COVI, Aline Gomes CAMPOS, Ricardo Lima SALOMÃO, Thacia Rodrigues GUERRA, Diego Iwao YAMADA

Resumo


RESUMO: Este relato narra um caso clinico de um cão Pit Bull, de 3 meses de idade, macho, que foi atendido no Hospital Veterinário da FAFRAM, com histórico de regurgitação e perda de peso. O mesmo foi diagnosticado com Persistência de arco aórtico direito (PAAD) e megaesôfago secundário por meio de raio-x. Realizou-se o tratamento cirúrgico de correção do PAAD e após 30 e 60 dias, a radiografia contrastada demonstrou regressão do megaesôfago e melhora da frequência de regurgitação e ganho de peso. Sendo assim, o tratamento cirúrgico de correção da PAAD pode ser eficaz para regressão do megaesôfago, melhorando a qualidade de vida do animal portador.

 

Palavra chave: Regurgitação. Alteração congênita. Alteração cardiovascular.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.