O NAZISMO E A CONSOLIDAÇÃO DO IDEAL DE DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA

Diogo Augusto Avelar, Hugo Henrique Fernandes Souza, Gabriely Silva Bernandes

Resumo


A dignidade humana advém como um dos requisitos para que se efetive os direitos humanos, internacionalizados no século XX após o fim da Segunda Guerra Mundial. Quando tratamos de tal assunto, podemos retratar um passado não tão distante no qual o conceito era visto como algo ridicularizado e utópico. Sem a efetivação da dignidade humana é impossível se falar em um Estado Democrático de Direito realmente eficaz. Assim sendo, o presente artigo utilizou de método dedutivo, e, partindo de análise bibliográfica, histórica e doutrinária, chegou à conclusão de que foi da crise humana no período nazista e dos ideais da tradição judaico cristã que se consolidou o ideal de dignidade da pessoa humana.

 


Palavras-chave


: Estado; Legislação; Totalitarismo; Ideologia; Constituição

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRIGHETTO, Aline, et al. A Lei como instrumento de poder do nazismo: uma análise a partir da crítica de Franz Neumann. Curitiba: Revista Brasileira de História do Direito, 2016,

AZEVEDO, Plauto Faraco de. Limites e Justificação do Poder do Estado. 2. ed., rev., São Paulo: Revista dos Tribunais, 2014.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. 35. ed. São Paulo: Saraiva, 2005.

FERNANDES, Cláudio. Nazismo. Disponível em https://historiadomundo.uol.com.br/idade-contemporanea/nazismo.htm. Acesso em set. 2018.

KANT, Immanuel. Fundamentação da metafísica dos costumes e outros escritos. Tradução de Leopoldo Holzbach. São Paulo: Martin Claret, 2004.

MORGADO, Gerson Marcos. A importância do cristianismo para a concepção da dignidade da pessoa humana e para a universalização de sua consciência. Disponível em https://jus.com.br/artigos/26022/a-importancia-do-cristianismo-para-a-concepcao-da-dignidade-da-pessoa-humana-e-para-a-universalizacao-de-sua-consciencia. Acesso em set. 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.