HIPERADRENOCORTICISMO HIPÓFISE-DEPENDENTE EM CÃO: RELATO DE CASO

Maria Eduarda Cambuy Bueno, Aline Gomes Campos, Mariana Estorino Moreno, Ricardo Lima Salomão

Resumo


O hiperadrenocorticismo (HAC) canino ou Sindrome de Cushing é uma endocrinopatia, representado pela administração ou produção de glicocorticoides. Uma das suas classificações espontânea é o hiperadrenocorticismo hipófise-dependente, que é caracterizado pela secreção inapropriada de ACTH. Os cães com HAC têm idade média 11 anos, sendo que a grande maioria são relatados em fêmeas, tendo maior prevalência em animais das raças Boxer, Boston Terrier, Dachshund, Poodle e Scottish Terrier. Alguns sinais clínicos são polifagia, poliúria, polidipsia, abdomên abaulado, pele fina e inelástica, letargia, alopecia, calcinose cutânea, sinais neurológicos e hipertensão. O objetivo deste trabalho foi relatar o caso clínico de uma cadela, Poodle, com 12 anos, atendida no Hospital Veterinário Carlos Fernando Rossato da Faculdade Dr. Francisco Maeda (FAFRAM), diagnosticada e tratada para hiperadrenocorticismo hipófise-dependente.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.