A INTERFACE ENTRE O HOMEM E A MÚSICA E SUAS REPERCUSSÕES

Ana Júlia Pereira Granero

Resumo


O homem se constitui enquanto um ser que se expressa e apreende o mundo pela via sonora, uma vez que, desde os primórdios da vida humana conhece e se relaciona com o mundo a partir dos sons, como por exemplo, os batimentos cardíacos da mãe, o choro, as vozes das figuras parentais, as cantigas de ninar, as produções musicais, além de vários outros sons, todos com seus significados sócio-histórico-culturais.  É importante então, direcionar o olhar científico, especificamente realizando uma investigação da dimensão psicológica envolvida nessa relação, buscando conhecer de modo mais profundo a interação do ser humano com a música, suas funcionalidades, assim como seu caráter social e individual. O objetivo deste estudo é realizar uma pesquisa bibliográfica, com caráter exploratório, para conhecer e compreender os sentidos e significados que a música adquire em sua relação com o humano em âmbitos individuais e coletivos.


Palavras-chave


Psicologia. Antropologia. Linguagem Musical.

Texto completo:

PDF

Referências


BLACKING, John. Música, cultura e experiência. Tradução por: André-Kees de Moraes Shouten. São Paulo: Cadernos de Campo, n.16, p. 201-218, 2007. Disponível em: file:///D:/IC%20NOVA/REFERENCIAS/Musica%20cultura%20e%20experiencia.pdf. Acesso em: 03 de maio de 2018.

GOMES, Romeu. A análise de dados em pesquisa qualitativa. In: MINAYO, Maria Cecília de Souza. Teoria, método e criatividade. 18 ed. Petrópolis: Vozes, p.67-79, 2001. Disponível em: https://wp.ufpel.edu.br/franciscovargas/files/2012/11/pesquisa-social.pdf. Acesso em: 18 de maio de 2018.

LIMA, Telma Cristiane Sasso de; MIOTO, Regina Célia Tamaso. Procedimentos metodológicos na construção do conhecimento científico: a pesquisa bibliográfica. Florianópolis: Revista Katálysis, v. 10, n.spe., p. 37-45, 2007. Disponível em: file:///D:/IC%20NOVA/REFERENCIAS/pesquisa%20bibliográfica%20mioto%20(1).pdf. Acesso em: 18 de maio de 2018.

MAHEIRIE, Kátia. Processo de criação no fazer musical: uma objetivação da subjetividade, a partir dos trabalhos de Sartre e Vygotsky. Maringá: Psicologia em Estudo. V. 8, n. 2, p. 147-153, 2003. Disponível em: file:///D:/IC%20NOVA/REFERENCIAS/PROCESSO%20DE%20CRIAÇÃO%20NO%20FAZER%20MUSICAL.pdf. Acesso em: 05 de maio de 2018.

PIZZANI, Luciana et al. A arte da pesquisa bibliográfica na busca do conhecimento. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, SP, v. 10, n. 2, p. 53-66, jul. 2012. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/1896. Acesso em: 18 de maio de 2018.

QUEIROZ, Gregório J. Pereira de. A música como presença e presentificação. In: Revista Brasileira de Musicoterapia. Ed. Especial, v. 1, n. 1, Curitiba, p.35-44, 2017. Disponível em: file:///D:/IC%20NOVA/REFERENCIAS/Revista-Brasileira-de-Musicoterapia_%20pag%2035%20e%2044.pdf. Acesso em: 11 de maio de 2018.

VOLPATO, Enilze de Souza Nogueira. Pesquisa bibliográfica em ciências biomédicas. J. Pneumologia, São Paulo, v. 26, n. 2, p. 77-80, abril de 2000. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-35862000000200006&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 03 de junho de 2018.

VOLPATO, Enilze de Souza Nogueira. Subsídios para construção de estratégias de busca para revisões sistemáticas na base de dados Medline via Pubmed. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Medicina de Botucatu, 2013. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/90371. Acesso em: 03 de junho de 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.