SISTEMAS SUSTENTÁVEIS DE PRODUÇÃO DE SOJA NO NOROESTE PAULISTA

Wander Luis Barbosa Borges, Gustavo Pavan Mateus, Rogério Soares de Freitas, Jorge Luiz Hipólito, Flávio Sueo Tokuda, Marcelo Luiz Casteleti, Adriano Custódio Gasparino, Nicola Roberto Tomazino, Ivana Marino Bárbaro-Torneli

Resumo


A adoção de sistemas sustentáveis de produção agropecuária é fundamental para o contínuo avanço tecnológico da agricultura brasileira. O presente trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar o cultivo de soja em três sistemas de produção: sistema de semeadura direta, sistema agrossilvipastoril e sistema agropastoril, na região Noroeste Paulista. Os parâmetros avaliados na cultura da soja foram: altura de inserção da primeira vagem, altura de plantas, estande final ha-1, massa de cem grãos e produtividade de grãos ha-1. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado com quatro repetições. Os dados foram submetidos ao teste F e as médias foram comparadas pelo teste de Tukey (p<0,05). Constatou-se que os três sistemas de produção estudados mostraram-se como boas opções para produção sustentável de soja no Noroeste Paulista.

Palavras-chave


Sistema de semeadura direta. Sistema agropastoril. Sistema agrossilvipastoril.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.3738/1982.2278.2823

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários